quinta-feira, 7 de junho de 2012

Conversa de salão


Durante anos a Varig ocupou vários pequenos prédios, casas e hangares junto ao aeroporto de Congonhas. Áreas administrativas, diretorias, almoxarifados, refeitórios e diversos setores da manutenção se espalhavam em “puxadinhos” cujos fundos davam para os pátios de aviões. Dentre todas estas construções, algumas ainda do tempo da Real Aerovias, há uma que chama a atenção; é uma barbearia com direito a um autêntico “barber pole” na entrada.

 Inaugurada em 1957, hoje está atendendo a quarta geração de clientes! Inicialmente os barbeiros eram o Seu Carmelo, uma verdadeira lenda, e o Odilon “Baiano”, um rádio telegrafista que, percebendo a extinção de seu ofício a bordo das aeronaves, viu uma oportunidade em terra. Alguns anos depois, em 1963, se juntou a eles o Isidoro, que continua até hoje no salão.

Há anos que eu não dava um pulo por lá, mas recentemente, aproveitando que estava numa semana de reciclagem teórica, resolvi dar um “tapa no telhado”. Logo ao entrar no salão o Isidoro me reconheceu dos tempos em que eu era copiloto e voava os Electras da Ponte Aérea. Foi muito gostoso relembrar algumas estórias da velha Varig e de pessoas que já sentaram naquela cadeira de barbeiro. 

Prestes a completar 50 anos de atividade naquele mesmo local, o Isidoro teve a oportunidade de conhecer muita gente que fez parte da história da Varig. Ele conheceu o Ruben Berta, que foi provavelmente o mais emblemático presidente da Varig, cortou os cabelos do Erik de Carvalho, outro presidente que esteve à frente da empresa de 1967 a 1979 e também do Cmte Bordini, que foi vice-presidente da Varig e que em 1984 eu tive o privilégio de ser seu aluno em aulas de navegação aérea durante o período que frequentei a Evaer (escola da Varig para pilotos) em Porto Alegre.
Enquanto ele cortava o meu cabelo, nos lembrávamos de tripulantes queridos do grupo. Ele contou que lembra como se fosse hoje de dois jovens copilotos (provavelmente pilotavam o Avro, um avião bimotor para quarenta passageiros que a Varig operou de 1966 a 1976)  que cortavam os cabelos e que pareciam ser irmãos. Eram o Fochesato e o Miguel Arnt, que por muitos anos foram comandantes da Varig. Também falou do Cmt Bujes, um comandante que sempre foi querido e respeitado por todos e que se aposentou voando o Jumbo 747. No início da década de 70 o Cmt Bujes levava seus três filhos para cortarem o cabelo e lá sentavam nas três cadeiras o Paulo, o Fernando e o Sérgio, este último, ex-comandante da Varig e hoje voando na Europa. Lembramos também do Ícaro, outro comandante que era uma unanimidade, não havia um piloto que não o conhecesse e admirasse. Com este nome ele não poderia ter sido outra coisa senão piloto da Varig! Quando a empresa encerrou suas atividades o Ícaro continuou Comandante, mas de seu lindo veleiro que fica baseado nas águas de Angra dos Reis. Lembramos do Bentinho, um mecânico de voo que era uma verdadeira figura, e que trabalhou na Varig por muitos anos, pois havia começado com pouco mais de 14 anos como ajudante de mecânico.  

Hoje, das três cadeiras de barbeiro, duas delas estão ociosas, já que o Odilon “Baiano” faleceu há muitos anos atrás e o Seu Carmelo teve que abandonar o ofício por problemas de saúde. Para melhor aproveitar o salão, duas manicures atendem a clientes e ajudam o Isidoro na manutenção do salão.

Sai de lá de “cabeça feita” e contente pela boa prosa, foi gostoso lembrar de tantos colegas que deixam saudade.



10 comentários:

  1. Beto, o Cmte Bordini agora tem um blog!!!

    http://cmtebordini.blogspot.com.br

    Uma história melhor do que a outra!!

    Grande abraço e bons voos!

    ResponderExcluir
  2. Olá Comandante! Me chamo Luiz Fernando, trabalhdo na base de Londrina e ontem tive o prazer de conhece-lo quando fui lhe entregar a documentação, foi quando você me sugeriu esse blog. Muito legal os textos, vou tentar estar sempre visitando. É um costume você dar palestras? Faço Ciências Aeronáuticas na Unopar aqui de Londrina, quem sabe seria uma boa idéia! Qualquer coisa meu e-mail é lfmsouza@golnaweb.com.br Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Luiz Fernando, essa palestra que eu dei foi a primeira. No semestre que vem quem sabe eu consigo aprimorar o conteúdo e se for o caso eu dou um alô para vc. Quem sabe eu consigo um pernoite em Londrina em eu possa dar um pulo na Unopar? Um abraço, Carvalho.

      Excluir
  3. O que??? EXISTE essa barbearia em CGH??????????????
    =O

    Olha, a Gol (...) deve ter uma mínima idéia da história que tem esta base pra manter muita coisa como é até hoje. Mas a barbearia me deixou realmente surpreso, que bacana ainda haver.
    Só gostaria de poder visitar esta base de CGH novamente.

    ResponderExcluir
  4. Boa noite, Cmte! Sempre bom passar pelo seu blog e conferir sempre belos causos de outrora.
    Abraço

    Higor Iuri

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Iuri, continua em Cuiabá? Tem voado? Abç, Carvalho

      Excluir
  5. Tu escreves muito bem e consegues transformar qualquer fato numa verdadeira crônica da aviaçao. Meus parabens.

    ResponderExcluir
  6. Pô que bacana Roberto!!! Fiquei emocionado com suas lembranças.... que incluem minha familia!!

    ResponderExcluir